Envie uma mensagem :

© 2017

Câncer Colorretal - Um câncer prevenível

Questionário para saber qual seu Risco de Câncer Colorretal?

Câncer colorretal: o que é?


Quando os médicos encontram esta doença cedo ela é altamente curável. Acontece quando células anormais crescem no intestino grosso (também chamado de cólon) ou no reto. Pode atingir homens e mulheres, e no Brasil é o segundo câncer mais frequente nas mulheres e o terceiro nos homens.


O que são pólipos?


São crescimentos no interior de seus intestinos. A maioria deles são inofensivos, mas alguns podem se transformar em câncer colorretal se não forem removidos cedo. Os dois tipos mais comuns de pólipos intestinais são adenomas e pólipos hiperplásicos. 

Fatores de risco que você não pode controlar:

Algumas coisas que você simplesmente não pode ajudar, como:
•    Sua idade - a maioria das pessoas com ele tem mais de 50 anos
•    Pólipos ou Doença inflamatória intestinal
•    Antecedentes familiares de câncer colorretal ou pólipos de cólon pré-cancerosos

Fatores de risco que você pode controlar:
Tente evitar esses fatores que podem aumentar suas chances de contrair a doença:
•   Comer grande quantidade de carnes vermelhas ou processadas
•    Obesidade (ter muita gordura em torno da cintura)
•    Sedentarismo
•    Fumar
•    Uso pesado de álcool

Quais são os sintomas?


O câncer colorretal não tem sinais de aviso prévio, por isso é importante ser pesquisado com colonoscopia. Encontrar cedo significa que é mais curável. À medida que a doença piora, você pode ver sangue nas fezes ou dor na barriga, problemas relacionados com o hábito intestinal, como constipação ou diarréia, perda de peso inexplicada ou fadiga. No momento em que esses sintomas aparecem, os tumores tendem a ser maiores e mais difíceis de tratar.

Testes que detectam o câncer colorretal


Testes de rastreamento são fundamentais para um diagnóstico precoce. A maioria das pessoas deve realizar uma colonoscopia a cada 10 anos, depois de completar 50 anos. Este teste usa um tubo com uma pequena câmera na ponta para olhar para todo o cólon e reto. Ele pode ajudar a prevenir câncer colorretal, encontrando tumores precocemente. O seu médico irá então remover os pólipos.

Análises de sangue fecal


O exame de sangue oculto nas fezes e o teste imunoquímico fecal podem mostrar se você tem sangue nas fezes, o que pode ser um sinal de câncer. Médicos geralmente recomendam esses testes a cada ano. Se suas amostras mostrarem sinais de sangue, você irá precisar de uma colonoscopia. 

Prevenção do câncer colorretal com hábitos saudáveis


Você pode tomar medidas para reduzir drasticamente suas chances de contrair a doença. Coma uma dieta saudável, faça exercícios regularmente e controle sua gordura corporal. Esses hábitos ajudam a prevenir os cânceres colorretais. 
A Sociedade Americana de Câncer recomenda uma dieta rica em frutas e vegetais, com redução de carne processada e vermelha, e com grãos inteiros em vez de grãos refinados. Isso irá ajudá-lo a manter um peso saudável.

Prevenção do câncer com exercício

Os adultos que permanecem ativos parecem ter uma poderosa arma contra o câncer colorretal. Em um estudo, as pessoas mais ativas tiveram 24% menos probabilidade de ter a doença do que as menos ativas. Não importava se o que eles faziam era trabalhar ou brincar. 
Recomenda-se realizar 150 minutos por semana de exercício moderado, como caminhar rápido, ou 75 minutos por semana de exercício vigoroso, como corrida. Tente distribuir sua atividade ao longo da semana.

Para determinar se você está em risco de desenvolver pólipos ou câncer colorretal responda às seguintes perguntas, escolhendo "sim" ou "não".


Você tem 50 anos ou mais?
___ Sim     ___ Não

A idade é um fator de risco muito significativo para o câncer colorretal : quanto mais idoso você estiver, maior será o risco. Com cada década passada, os pólipos colorretais e o câncer tornam-se mais comuns. Os cânceres são muito raros em pessoas com menos de 40 anos de idade, exceto quando há uma história familiar forte.


Você já teve um pólipo ou câncer colorretal no passado?
___ Sim     ___ Não
Se você teve pólipos colorretais ou câncer no passado, você tem um maior risco de ter mais pólipos ou ter uma recorrência do câncer.


Alguém de sua família teve pólipos ou câncer colorretal?
___ Sim     ___ Não
Às vezes, os genes anormais nas células que revestem o cólon, que permitem que os pólipos e cânceres se desenvolvam, são herdados. Quanto mais membros da família desenvolverem pólipos ou cânceres colorretais, maior será seu risco. Mas na maioria dos casos, os genes tornam-se anormais por acaso ou por causa de produtos químicos (cancerígenos) nos alimentos que ingerimos.


Você come mais gorduras do que a fibra?

___ Sim     ___ Não
Muitos fatores de estilo de vida têm sido associados a um maior risco de câncer colorretal. Estes incluem comer muita carne vermelha e gorduras animais, e não comer fibra suficiente ou legumes frescos. A obesidade e um estilo de vida sedentário também podem aumentar o risco.


Você já teve doença inflamatória intestinal, como colite ulcerativa?
___ Sim     ___ Não
Uma longa história (mais de oito anos) de colite ulcerativa ou, em menor grau, a Doença de Crohn pode contribuir para o risco de câncer colorretal.


Você notou mudanças persistentes em seus hábitos intestinais?
___ Sim     ___ Não
A presença de sintomas significa que você pode precisar de atenção além da triagem. O mais importante destes sintomas é sangramento retal, enquanto uma mudança notável em seus padrões de intestino também é um motivo de preocupação, por exemplo passar a ter o intestino ressecado. Se você desenvolver esses sintomas, ou tiver um ou mais fatores de risco, não demore em procurar atendimento médico.

Você respondeu SIM a mais de uma pergunta?
___ Sim     ___ Não
Ter uma combinação de fatores de risco  aumenta a chance de desenvolvimento de pólipos colorretais e câncer. Por exemplo, se você já teve um pólipo e descobriu que um parente próximo também teve um, seu status de risco aumenta. O status do risco pode mudar, portanto, e deve ser atualizado.


Os resultados
Se você respondeu sim a uma ou mais das perguntas acima, você está em risco de desenvolver pólipos ou cânceres colorretais.


Você está em risco? O que você faz?
Ao utilizar esse tempo para determinar o risco de câncer colorretal, você tomou um passo importante para preveni-lo. Agora, faça uma consulta com um gastroenterologista ou um cirurgião colorretal.