Envie uma mensagem :

© 2017

Doença do Refluxo Gastroesofágico

Azia Começa Com Uma Mordida

Dê uma mordida em uma pizza de pepperoni quente, gordurosa, e o seu sistema digestivo chuta em reação. Ácidos caem no estômago, pronto para digerir sua refeição. Em muitas pessoas, uma válvula do esôfago defeituosa permite que esses ácidos refluam, provocando uma sensação de ardor no peito. Azia é um sintoma extremamente comum na população. 

Azia: Um olhar interno

Para entender o que causa azia, vamos rastrear o caminho da pizza de pepperoni. Uma vez que você engoliu um pedaço, ele viaja através do esôfago para o estômago. Um anel tipo válvula do músculo chamado esfíncter esofágico inferior se abre para deixar o alimento passar, então é esperado que ele se feche novamente para evitar que os ácidos do estômago retornem até o esôfago.

Refluxo: Válvula defeituosa

Em algumas pessoas, o esfíncter entre o estômago e o esôfago não funciona tão bem quanto deveria. Isso permite que o ácido suba para o esôfago (chamado refluxo ácido), onde pode causar dor e irritação. Nem todo mundo com refluxo ácido sofre de azia, e algumas pessoas com sintomas de "azia" realmente não têm refluxo ácido, mas pode haver alguma outra condição que causa esta dor.

Sintomas de Refluxo

 

A marca registrada de refluxo ácido é azia ou pirose - uma sensação de queimação dolorosa no meio do peito. A azia normalmente surge após as refeições e pode durar várias horas. O desconforto pode ser pior depois permanecer deitado ou ao se reclinar para frente. Outros sintomas de refluxo ácido incluem um líquido com sabor amargo na parte de trás da garganta, dificuldade em engolir ou sensação de que o alimento está preso no peito ou na garganta. A tosse crônica ou ataques de asma também pode ser causada por refluxo. 

Refluxo: Quem está em risco?

Qualquer pessoa pode desenvolver azia, mas certos fatores do estilo de vida afetam o bom funcionamento do esfíncter esofágico, bem como a quantidade de ácido produzido pelo estômago. As pessoas com excesso de peso, aquelas que comem refeições volumosas, usam roupas apertadas ou fumam tendem a ser mais vulneráveis.

É Refluxo?

Azia geralmente não representa uma séria ameaça para a sua saúde. No entanto, as complicações podem ocorrer com refluxo ácido grave, frequente e persistente. Se você tiver queimação intensa duas ou mais vezes por semana, você pode ter uma condição chamada DRGE (Doença do Refluxo Gastroesofágico) e deve consultar o seu médico. Sem tratamento, a Doença do Refluxo crônica pode causar inflamação, úlceras e cicatrizes. DRGE também pode levar a alterações nas células que revestem o esôfago conhecido como Esôfago de Barrett, essas mudanças aumentam o risco de câncer de esôfago.

Azia noturna: é perigosa

Você acorda com uma dor de garganta, tosse ou um gosto amargo na boca? Pode ser refluxo ácido durante a noite, e pode ser perigoso. Além do sono perturbador, refluxo noturno aumenta o risco de danos esofágicos. Isso é porque essa posição deixa ácido do estômago no esôfago por mais tempo. E enquanto dormimos, engolimos menos saliva neutralizadora de ácido do que quando acordado.

Controlar o refluxo em casa

Você pode ser capaz de controlar o refluxo leve com algumas mudanças em sua rotina diária. Comece por comer refeições menores. Termine o jantar pelo menos duas a três horas antes de deitar e evite petiscos noturnos. (Havendo comida em seu estômago quando você se deita pode desencadear sintomas de refluxo ácido como azia.)

Veja o que você come

Alguns alimentos são conhecidos por contribuir para a Doença do Refluxo, trazendo ácido adicional para o estômago ou relaxando o esfíncter esofágico inferior. Fique longe de alimentos que podem lhe dar problemas. Seus sintomas podem melhorar se você evitar tomates, cebolas, alho, chocolate, hortelã, pimenta, alimentos gordurosos e frutas cítricas, incluindo laranja, limão e abacaxi. Se você perceber que alimentos picantes são um gatilho, experimente versões mais suaves em vez de desistir de seus alimentos favoritos completamente.

Veja o que você bebe

Certas bebidas também podem causar azia. Estas incluem café, chá, refrigerantes, álcool, suco de tomate e suco de frutas cítricas. No entanto, a menos que estes alimentos estejam causando sintomas de refluxo, você não tem que evitá-los completamente.

Altere sua rotina de exercícios

O exercício pode aumentar a pressão abdominal, aumentando o risco de refluxo ácido. Alguns tipos de exercícios aumentam o risco mais do que outros, por reverter o fluxo natural de digestão.  Exercícios abdominais ou com peso podem ser um problema, porque o movimento pode empurrar ácidos do estômago para o esôfago.

Evitar usar roupas apertadas

Outra maneira de aliviar a azia é reduzir a pressão no abdome. Perder excesso de peso e usar roupas folgadas e cintos não apertados.

Levante a cabeceira da sua cama

Se você sentir azia durante a noite, tente colocar blocos sob a cabeceira da sua cama para elevar a cabeça cerca de 15 cm, ou dormir com a parte superior do corpo em um travesseiro ou colchão em cunha. Esta estratégia usa a gravidade para manter os ácidos do estômago onde eles devem ficar. (Evite levantar a cabeça com uma pilhas de travesseiros, o que dobra o corpo de uma forma que pode piorar o refluxo). O refluxo também ocorre com menos frequência quando se está deitado do lado esquerdo em vez do direito.

Refluxo durante a gravidez

Mais de metade de todas as mulheres grávidas relatam sintomas de azia, especialmente durante o segundo e terceiro trimestres. Alterações dos níveis hormonais e aumento da pressão abdominal durante a gravidez aumentam o risco de refluxo ácido e azia. Os sintomas leves devem ser tratados com mudanças no estilo de vida, incluindo comer várias pequenas refeições por dia em vez de três grandes, evitando alimentos fritos e picantes e não se deitando após comer. No entanto, se dieta e estilo de vida não aliviarem os sintomas, as mulheres grávidas devem consultar o seu médico antes de tomar qualquer medicação.

Qual a remédio para refluxo tomar?

O tratamento de refluxo que é melhor para você depende de muitas coisas. Quantas vezes a azia acontece? A gravidade? Você quer alívio rápido ou prevenção?  O seu médico pode ajudá-lo a escolher o tratamento adequado para você.